CTeSP em Cibersegurança

DGES - N.º de registo e data: R/Cr 10/2020 de 10-03-2020

Data de início

Setembro de 2020

Apresentação

As áreas das Tecnologias de Informação têm atualmente umas das maiores necessidades de mercado profissional, visando o Curso Técnico Superior Profissional de Cibersegurança promover a aquisição de competências tecnológicas de natureza específica ou transversal, bem como de competências pessoais e empreendedoras, que potenciem a empregabilidade dos seus destinatários.

Tendo sido identificada a área das TIC como uma área crítica em termos de competências a desenvolver e tendo em vista uma maior empregabilidade através da promoção da supressão de lacunas ao nível das áreas identificadas como sensíveis, o plano de estudos do curso, tem como objetivos formar profissionais numa área fulcral e com grande empregabilidade, centrando-se nos seguintes eixos: Cibersegurança, Programação e Desenvolvimento Aplicacional, Desenvolvimento Web, Administração de Base de Dados, Sistemas de Suporte à Decisão, Desenvolvimento de Aplicações Móveis, Redes e Big Data/Bases de Dados de grande dimensão.

É neste contexto que o Curso Técnico Superior Profissional em Cibersegurança, do Instituto Politécnico da Lusofonia, visa, de uma forma abrangente e articulada, dotar os formandos de conhecimentos, aptidões e atitudes fundamentais para implementar e gerir plataformas e sistemas de cibersegurança em organizações, bem como intervir em 1.ª linha em incidentes de cibersegurança. Trata-se assim de uma área em permanente desenvolvimento que necessita, cada vez mais, de técnicos altamente qualificados capazes de se adaptarem à sua rápida evolução tecnológica.

Objetivos

Formar técnicos profissionais aptos a implementar e gerir plataformas e sistemas de cibersegurança em organizações, bem como intervir em 1ª linha em incidentes de cibersegurança.

Competências

Principais competências a adquirir pelos alunos do Curso Técnico Superior Profissional de Cibersegurança :

  • Conceber, instalar e configurar infraestruturas de rede baseadas num sistema operativo, usando a tecnologia mais ajustada (cablagem estruturada, fibra ótica, redes sem fios), e os procedimentos e instrumentos adequados;
  • Definir níveis de segurança, monitorizar eventos no ciberespaço, e responder (em 1ª linha) a situações anómalas e incidentes de cibersegurança;
  • Gerir as ferramentas utilizadas para realizar tarefas de gestão administrativa em redes de dados;
  • Gerir e realizar suporte a infraestruturas de rede baseadas num sistema operativo;
  • Gerir o hardware e o software necessários à comunicação em rede;
  • Gerir utilizadores e computadores de forma centralizada;
  • Instalar e configurar sistemas operativos (baseados em Windows ou Linux), os servidores, ambientes de virtualização, os serviços e os periféricos da rede, utilizando os procedimentos e instrumentos adequados;
  • Instalar, configurar e colocar em produção plataformas de cibersegurança ao nível das infraestruturas de comunicações e e segurança perimétrica, de tecnologias de informação (servidores web, aplicacionais e de bases de dados), e de suporte aos ambientes colaborativos;
  • Planear e implementar políticas e procedimentos de segurança dos sistemas e da informação, incluindo redes, sistemas e bases de dados;
  • Testar diversas técnicas de análise de segurança, de modo a assegurar a identificação e mitigação das ameaças à cibersegurança.

Saídas Profissionais

As saídas profissionais são muito diversas, tendo em conta que as necessidades informáticas do mercado são intensas e múltiplas em funcionalidade.

Técnico de Segurança Informática em empresas públicas e/ou privadas.

Equipamentos e Instalações

A Instituto Politécnico da Lusofonia dispõe de múltiplos espaços adequados ao ensino e formação e particularmente aos cursos que ministra quer ao nível da formação teórica, bem como ao nível de formação prática e laboratorial, nomeadamente:

  • Biblioteca especializada e geral;
  • Salas de Aula;
  • Salas de Estudo;
  • Auditórios;
  • Laboratórios de Informática e Computação.

Condições de admissão

  • Titulares do 12º ano ou habilitação legalmente equivalente;
  • Titulares de CET’s, titulares de CTeSP ou de grau de ensino superior;
  • Maiores de 23 anos - os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas a avaliar a capacidade para frequência do ensino superior.

Áreas relevantes para Ingresso

Os candidatos devem ter aprovação numa das seguintes Áreas Relevantes:

  • Informática
  • Matemática
  • Português

Plano de Estudos

1.º ANO ECTS
Fundamentos e Conceção de Sistemas de Informação 4
Introdução aos Sistemas Operativos 4
Redes e Comunicação de Dados I 4
Sistemas Operativos Servidor – Plataformas Windows 5
Programação Orientada a Objetos 6
Redes e Comunicação de Dados II 6
Língua Portuguesa 4
Língua Inglesa 5
Matemática 6
Hardware de Computadores 5
Bases de Dados - Modelação e Conceitos SQL 5
Programação Estruturada 6
2.º ANO ECTS
Segurança de Sistemas Informáticos 4
Sistemas Operativos Servidor – Plataforma Linux 5
Cibersegurança Activa 6
Wargamming 4
Segurança Informática e Ciberataques 5
Redes e Comunicação de Dados III 6
Estágio 30

Candidatura online

Calendários escolares

Instalações onde decorrem as aulas:

IPLUSO Rua do Telhal aos Olivais n8 - 8a / 1950-396 Lisboa:

  • ERISA – Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches
  • ESCAD – Escola Superior de Ciências da Administração

IPLUSO Campo Grande 400 / 1700- 137 Lisboa:

  • ESEL – Escola de Educação da Lusofonia
  • ECIA – Escola Superior de Comunicação, Inovação e Artes
  • EET – Escola Superior de Engenharia e Tecnologias
  • ESPA – Escola Superior de Saúde, Proteção e Bem-Estar Animal

Valores

  • Candidatura
  • Matrícula e Inscrição
  • Propinas
Consulte a Política de Privacidade em vigor no Ipluso.
Direitos de autor © 2020 IPLUSO - Instituto Politécnico da Lusofonia. Todos os direitos reservados. Gestão de conteúdos por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.